REDE TAUÁ PROMOVE O MAIOR EVENTO DE PÁSCOA DO BRASIL!

Tauá Grande Hotel e Termas Araxá - Páscoa Iluminada 1

 A Rede Tauá de Hotéis lança oficialmente, hoje, a 5ª edição da Páscoa Iluminada Araxá. Com novas atrações, o festival se consolida como o maior evento temático de Páscoa do Brasil, apresentando uma programação que reúne quatro emocionantes espetáculos lúdicos, com muita música, teatro e tecnologia. De 2 de março a 8 de abril, o Tauá Grande Hotel e Termas Araxá se transformará na maior tela do País, e o Castelo se tornará um reino fantástico, onde crianças e adultos se encantarão com as histórias da vida de Jesus Cristo em “Jesus: paixão, vida e luz”, principal espetáculo do festival, além do “Baile da Beja”, “Páscoa Lago Show: do caos ao cosmos”, “Paixão de Cristo: um Cordel no Sertão” e a conhecida e cheia de fantasia “Vila do Coelhinho”.

“Estamos ansiosos. Temos certeza que as novidades irão surpreender”, afirma João Luiz Chequer, idealizador do festival. “Já recebemos mais de cem mil pessoas nas quatro edições anteriores e nossa expectativa é receber mais de 30 mil pessoas este ano”, revela. “Os espetáculos acontecem de segunda à sábado, sempre à noite, com exceção da Vila do Coelhinho, que será produzida em um dos lindos jardins de Burle Marx do Grande Hotel de Araxá”, completa.

As diárias para dois adultos, com pensão completa, podem ser reservadas a partir de R$ 854,00, em apartamento superior, com cortesia para duas crianças de até 8 anos, no mesmo apartamento. Para o feriado da Semana Santa, o pacote com três noites, nas mesmas condições, sai por R$ 3.949,95. Mais informações e reservas emwww.taua.com.br ou 34.3669-7020.

Páscoa Solidária

De segunda à quinta-feira, os Araxaenses podem adquirir ingressos através da doação de um quilo de alimento ou ração. O objetivo é bater recorde de donativos para as instituições sociais da cidade, e de ração para os animais que foram adotados pelo complexo do Barreiro – ação realizada em parceria com a ONG Amo Peludinhos. As doações, alimentos não perecíveis ou ração animal, podem ser trocadas por ingressos nos supermercadosBarbosão e Megamix. Às sextas e sábados, os ingressos custam R$ 20,00 reais para Araxaenses e, todos dos dias, R$ 40,00 para turistas e visitantes. Os hóspedes que doarem um ovo de Páscoa ganharam cortesia para duas crianças de até 12 anos.

 

Programação (de 2/3 a 7/4)

 

Segundas e sextas-feiras às 20 horas: “Jesus: Paixão Vida e Luz!”, com interações e efeitos inéditos!

A história do Salvador contada de uma forma extremamente iluminada. Com muitos efeitos especiais, a projeção mapeada na fachada do Grande Hotel fará do castelo uma imensa tela de cinema. Os passos do Messias serão mostrados de forma dinâmica, com várias milhares de interações tecnológicas, lembrando as passagens da vida Jesus em um espetáculo fantástico.

 

Terças e sábados às 21h30: “Baile da Beja”, inédito!

Uma animada banda levará os participantes do baile ao reencontro de uma das personagens mais ousadas de Araxá, Dona Beja. Embalados por hits dos anos 60, 70 e 80 o baile de época conta com uma boa dose de humor. Pequenas esquetes do nosso cotidiano serão vividas pelos personagens que margeiam a cortesã, tornando o baile um verdadeiro teatro. E a viagem no tempo não pára por aí, ela ainda nos leva aos gloriosos carnavais vividos no Grande Hotel de Araxá, relembrando as mais animadas marchinhas de carnaval.

 

Quartas e sábados às 20 horas: “Páscoa Lago Show: do caos ao cosmos”, inédito!

Uma odisseia fantástica através das eras, buscando entender o que somos, e o que há para além do invisível. Com fogos de artifícios, uma cortina d’água se transforma em uma enorme tela, que recebe a projeção mostrando a incrível odisseia dos seres humanos através das eras vividas durante a história do universo. O espetáculo faz um paralelo entre o que nos envergonha em nossa existência e atos que nos fazem ter orgulho de ser quem somos!

 

Quintas-feiras às 20 horas: Teatro “Paixão de Cristo: um cordel no sertão”, inédito!

Embalado pela magia da literatura de Cordel, o espetáculo mescla com maestria a história de Jesus e o cotidiano do Sertão Nordestino. Com muita irreverência, a peça mostra a vida do Mestre embalada pela zabumba e o acordeom, trazendo assim toda a influência nordestina para o palco. Esta é a história do homem que mudou a realidade da humanidade, desfiada em versos.

UBERLÂNDIA RECEBE MÔNICA MARTELLI COM A PEÇA MINHA VIDA EM MARTE!

IMG_2909

Os dramas e dilemas de uma mulher à beira de uma crise conjugal norteiam o espetáculo Minha Vida em Marte, de Mônica Martelli que será apresentado em Uberlândia no mês de abril.

A incansável luta das mulheres em busca do homem perfeito para chamar de seu levou cerca de 2,5 milhões de pessoas ao teatro por 12 anos para assistir a peça “Os homens são de Marte e é pra lá que eu vou”. Mônica Martelli, interpretando Fernanda, agora dá sequência à série com a nova peça “Minha vida em Marte”.

Na primeira peça, a personagem Fernanda estava em busca do amor e, portanto, de si mesma. Na segunda, ela já está casada, é mãe de uma criança de cinco anos, mas ainda continua em busca de si mesma.

A temporada de estreia foi de maio a dezembro do ano passado, no Rio de Janeiro, quando crítica e público aclamaram a continuação como ainda melhor do que a peça original. E nesta continuação, Fernanda agora possui outro problema: a crise conjugal.

Na trama, Fernanda, agora com 45 anos, está casada, com uma filha de 5 anos e à procura de respostas para a sobrevivência do seu casamento. Os desabafos de uma mulher apaixonada e doida para reerguer seu casamento prometem arrancar risadas da plateia ainda que, na realidade, exponham o desespero de uma mulher casada.

O monólogo bem-humorado toca ainda em temas como traição, machismo, trabalho duplo da mulher e educação dos filhos.

 As apresentações acontecem nos dias 7 de abril (sábado), às 21h, e dia 8 de abril (domingo), às 18h.

Os ingressos estão sendo vendidos na loja Provanza, do Center Shopping; Brasal Incorporações, no Jardim Karaíba; Bouclè Salon, na Morada da Colina; ou, ainda, pelo site www.megabilheteria.com.

CHRISTIANE TORLONI APRESENTA ESPETÁCULO DA BRODWAY EM UBERLÂNDIA!

Maria Inês ( Christiane Torloni )

Depois de uma curta temporada em 2015, a atriz Christiane Torloni volta aos palcos com a peça Master Class, em que interpreta a cantora norte-americana Maria Callas, diva-mor da ópera mundial.

‘Master Class’ é uma comédia dramática escrita pelo premiado autor norte americano Terrence MacNally.

Encenando pela primeira vez na Brodway em 1995, o espetáculo vencedor de três prêmios Tony, se baseia na série de aulas magnas proferidas por Callas nos anos de 1970, na Julliard School, importante escola de artes de Nova York.

Com trechos de músicas de Bellini, Puccini e Verdi, a narrativa corre ao longo dos encontros com alunos, que têm suas habilidades vocais testadas.

Enquanto ministra as aulas Callas reflete sobre aspectos da vida, como a relação com o milionário grego Aristóteles Onassis.

De forma genial e habilidosa o público ri e se emociona com este que é considerado um dos melhores textos teatrais de todos os tempos e que segue comovendo e divertindo plateias de todo o mundo!

Christiane Torloni foi indicada a diversos prémios entre eles o prémio Shell de melhor atriz. Venceu o prémio Aplauso Brasil, o Prémio da Revista Quem e o Prémio Arte Qualidade Brasil.

As apresentações em Uberlândia acontecerão nos dias 30, 31 de março e 1 de abril.

Os ingressos estão à venda no Bouclé Salon (rua Francisco Galassi, 940, Morada da Colina), na Provanza do Center Shopping e pelo site megabilheteria.com.

DRICA MORAES APRESENTA PEÇA TETATRAL “LIFTING” EM UBERLÂNDIA!

IMG_7623

Ao lado de Ângela Rebello, Lorena da Silva e Luísa Pitta, a atriz Drica Moraes desembarca em Uberlândia com o espetáculo “Lifting – Uma Comédia Cirúrgica” que será apresentada nos dias 3 e 4 de fevereiro no Teatro Municipal.

Dirigida por Cesar Augusto, esta é a primeira montagem brasileira do texto do espanhol Félix Sabroso, que trata de uma sociedade muito apegada à questão da imagem e a padrões inalcançáveis de beleza.

Apresentada pela primeira vez em 2013, a comédia é fruto da união das amigas Angela Rebello, Drica Moraes e Lorena da Silva, que junto à produtora Solange Badim, idealizaram o projeto.
Quatro atrizes, diversas personagens e um só perfil: mulheres que não medem esforços para conquistar a aparência que julgam a ideal.
Com humor crítico, sarcasmo, surrealismo e inteligência, além de traços de cabaré e besteirol dos anos 80, a peça, dividida em esquetes, apresenta variadas figuras femininas em diferentes ambientes, como profissionais e pessoais, mas com preocupações em comum. Entre elas, a obsessão pela juventude e o medo da solidão.
Um time de mulheres de personalidade, lutando contra uma sociedade adoecida pelo poder da imagem, retratando de forma muito bem humorada e divertida, a conflituosa vaidade feminina, com sarcasmo e inteligência.

“Direto, divertido, sarcástico e crítico. Uma peça que traz a ideia de que a comunicação é fácil, é rápida, é imediata, prazerosa. É uma ação entre amigos, é um ‘pegar a bola e descer pro play”, destaca Drica.
A atriz, reconhecida pelo grande público pelos papéis fortemente dramáticos e também os cômicos desempenhados na televisão, retorna à Uberlândia depois de quase 30 anos. Ela esteve por aqui com Dores de Amores, na década de 1990, no teatro Vera Cruz, atual Grande Otelo.

Uberlândia na Rota do Teatro

O projeto Uberlândia na Rota do Teatro já trouxe à cidade, atores renomados da TV e teatro brasileiro para apresentação, além de cultura e lazer para toda população. O jornalista Carlos Guimarães, idealizador e entusiasta do projeto, traz consigo o desejo de, realmente, colocar o município como rota de apresentação de grandes peças teatrais, apresentações musicais e de dança.

 

“Nossa cidade merece bons momentos de cultura e lazer. Então, tenho trabalhado bastante para proporcionar esta vivência à comunidade de Uberlândia”, frisa Carlos.

A peça “Lifting, Uma Comédia Cirúrgica” é a primeira apresentação de muitas outras que irão passar por Uberlândia em 2018. Grandes nomes do teatro também já estão confirmados como Christiane Torloni, interpretando Maria Callas na peça Master Class, Monica Martelli, com “Minha vida em Marte”, os premiados musicais AUÊ e Suassuna, com a Barca dos Corações Partidos, entre outros que brevemente serão divulgados.
Os ingressos para o espetáculo já estão sendo vendidos no site megabilheteria.com.

GRUPO EMCANTAR APRESENTA “OS SALTIMBANCOS” EM UBERLÂNDIA COM ENTRADA FRANCA!

EMCANTAR - Os Saltimbancos - Douglas Luzz (2)

Após dois meses de turnê pelo interior do Estado de São Paulo e algumas cidades de Goiás e Minas Gerais, o espetáculo ‘Os Saltimbancos’ do Grupo EMCANTAR faz sua última parada do ano em Uberlândia no dia 02 de dezembro, na 10ª edição do tradicional Alvorada Cultural.

“Os Saltimbancos” é uma das mais expressivas obras de teatro musical dedicada ao público infantil, de Sergio Bardotti e Luis Enríquez Bacalov, inspirado no conto “Os Músicos de Bremen dos Irmãos Grimm”, traduzida e adaptada para o português por Chico Buarque de Hollanda em 1977.

A versão da fábula musical narrada pelo EMCANTAR, que foi lançado em 2014 com muito sucesso, ganhou nova versão, mais versátil, para esta turnê.

Além da versatilidade para apresentação em diversos espaços, a nova versão do Grupo EMCANTAR para o clássico da literatura universal conta com novo cenário, mais interação com o público e o amadurecimento dos artistas que já foram vistos no palco com este espetáculo por mais de 15 mil pessoas.

A 10º edição do Alvorada Cultural, que tem entrada franca, contará também outras atrações, entre shows, mostra de vídeos, praça de alimentação e tenda de serviços gratuitos à toda comunidade.

SOBRE O EMCANTAR

EMCANTAR é uma companhia cultural cuja visão é fazer arte e encantar pessoas. Sua atuação se divide em duas frentes: Grupo Artístico EMCANTAR; e EMCANTAR Social. Em 20 anos de história, o Grupo Artístico EMCANTAR já realizou mais de 800 apresentações, incluindo passagem por Washington (EUA), tendo atingido um público de 300 mil espectadores, com 18 mil produtos distribuídos. No palco, os artistas misturam as linguagens da música e do teatro, em espetáculos voltados para a infância e para família.

O grupo lançou cinco álbuns a partir de 1999, com participações de artistas como Pena Branca, além do DVD “Escutatória” (2013), produzido em parceria com a Rede Integração (afiliada Rede Globo). Em 2017, lançou seu primeiro álbum instrumental para crianças, o DUM DUM, como parte das comemorações de 20 anos do grupo.

Para saber mais, acesse: http://www.emcantar.org

A apresentação acontece no dia 02 de dezembro a partir das 15h no Clube Cesag.
Rua: Maria Augusta de Moraes, nº 04 / Bairro Alvorada
A entrada é franca!

UBERLÂNDIA RECEBE O ESPETÁCULO “MINHA MÃE É UMA PEÇA”!

minha mae

Onze anos após sua estreia, “Minha Mãe É Uma Peça” volta aos palcos. A remontagem vem para comemorar a trajetória de Dona Hermínia, personagem que conquistou todo o país e que já levou mais de 2 milhões de espectadores aos teatros e 15 milhões de espectadores aos cinemas de todo o Brasil, com os filmes Minha Mãe É Uma Peça 1 e 2. Em Uberlândia, a apresentação será às 20h do dia 14 de dezembro, na Arena Sabiazinho.

Quem assina o texto e dá vida a fulgurante Dona Hermínia, personagem com rara carga de humanidade, fator que gera identificação maciça do público, é o ator Paulo Gustavo, que consegue eletrizar o público com a mais perfeita tradução da personagem que ele mesmo criou.
Em princípio, todo o texto que aborde de maneira sensível as relações familiares, especialmente de pais e filhos, já tende a garantir uma identificação com a plateia. Contudo, Paulo Gustavo transcende os estereótipos e clichês e com um olhar agudo, acessa de forma sensível o delicado e muito bem-humorado universo de Dona Hermínia.

A peça fala de afeto, de laços familiares que superam “entreveros” e “confusões”.
O que pode faltar em “simpatia” a Dona Hermínia, sobra em graça. A personagem é divertidíssima. Bom para a plateia; afinal, rir dessas mulheres é um bom modo de não enlouquecer junto com elas. Para este espetáculo, Paulo Gustavo trouxe à tona a bagagem de suas experiências e observações domésticas, compondo com elas um espectro dos humores femininos, gestos, trejeitos, falas, atitudes, achaques e ataques, oferecendo uma minuciosa observação do cotidiano brasileiro que resultou numa comédia especialmente sensível e bastante divertida.

Nessa reedição, chamou-se o aclamado cenógrafo Zé Carratu, que imprimiu sua sofisticação a nova ambientação da peça e a figurinista Reka Koves, que trouxe a contemporaneidade ao visual da personagem. A iluminação é de Marcos Olivio, um craque, e a trilha sonora renovou-se na antiga e ultra bem-sucedida parceria com Zé Ricardo. A direção continua com o talentosíssimo João Fonseca, premiado diretor de inúmeros sucessos do teatro brasileiro, parceiro já de longa data do Paulo em diversos trabalhos.

Os ingressos estão à venda na loja Dudalina, no Center Shopping, ou pelo Bilheteria Digital: https://www.bilheteriadigital.com/minha-mae-e-uma-peca-14-de-dezembro

HALLOWEEN, A HISTÓRIA E A FESTA EM ARAGUARI!

bruxa of

Doçuras ou travessuras?

Vem aí o Dia do Halloween!!

Segundo dados históricos o Halloween, surgiu sob a perspectiva de espantar fantasmas. Este costume procede desde o século 5 a.C com os celtas. Esses povos acreditavam que o espírito das pessoas já mortas voltavam na noite do dia 31 de outubro que, para esta cultura, marcava o início do ano novo. Segundo eles, os espíritos vinham atrás dos vivos na ideia de possuí-los e assim permanecerem na Terra.

Para evitar essas possíveis “possessões”, os celtas na noite do dia 31 de outubro, apagavam as lareiras de suas casas a fim de torná-las frias e indesejáveis a estas almas. Durante a noite, caminhavam pelas ruas escuras com roupas velhas e esfarrapadas fazendo barulho. Tudo isso para espantar os espíritos garantindo assim mais um ano de paz e boa colheita.

E esta tradição do povo celta foi parar nos EUA através dos imigrantes irlandeses no século 19. Lá, o dia 31 de outubro é considerado feriado nacional e o Halloween se tornou uma grande festa infantil. Neste dia, o comércio registra um grande número de vendas em fantasias, acessórios e doces.

Os Irlandeses, precursores dessa tradição, o Halloween é comemorado com fogueiras em áreas rurais e as crianças também saem às ruas fantasiadas pedindo doces aos vizinhos.

Conhecido no Brasil como Dia das Bruxas, o Halloween não era comemorado pelos brasileiros. Foi através das escolas de idiomas que a tradição se instalou aos poucos e hoje tornou-se febre entre os jovens. Na sequência, o dia seguinte no dia 2 de novembro é o Dia dos Fiéis Defuntos, conhecido pelos brasileiros por Dia de Finados, e em outros países latinos de tradição católica como Dia dos Mortos o que torna a data ainda mais macabra.

Aqui as bruxas levam mais a fama do que os mortos. Reza a lenda que na noite de 31 de outubro, as bruxas se reúnem para uma festa com nada mais, nada menos que o demônio. Elas chegam voando em suas vassouras e jogando feitiços em que estivesse na rua. Por isso é tanto bruxa voando solta por aí rsrs

E a Park Idiomas responsável pelo ingresso da cultura americana em Araguari, irá promover na próxima terça-feira o “Halloween Party” para confraternizar e colocar em prática o inglês de forma sinistra e divertida.

Uma noite para alunos e convidados experimentarem ainda mais o idioma através da cultura americana!

Trick or treat? https://web.facebook.com/park.araguari/

Dia 31/10/2017 a partir das 18h30

Programação:
– Movie Session (inicio às 19h)
– Halloween Games
– Costume Contest
(Premiação para as 3 melhores fantasias do evento)

Quer ganhar?

Makeup Halloween – Studio Mariana Gebrim (34) 9 9666 8615

INTERNACIONALMENTE RECONHECIDO “GRUPO CORPO” SE APRESENTA EM UBERLÂNDIA!

grupo corpo 2

A melhor companhia de dança contemporânea do Brasil apresentará dois dos seus espetáculos em Uberlândia no próximo final de semana.

O Grupo Corpo está em ação há mais de 40 anos e encanta o mundo com apresentações que trazem a beleza do movimento numa interpretação artística além da gravidade. Durante os três dias, antes das apresentações, haverá ainda, uma performance dos alunos do curso de dança do Instituto de Artes da Universidade Federal de Uberlândia (UFU), no foyer do Teatro Municipal, a partir das 19h30.

A vinda do Corpo a Uberlândia faz parte do projeto Uberlândia na Rota do Teatro, que tem aporte parcial do Programa Municipal de Incentivo à Cultura, com incentivo da Algar e Sankhya e co-patrocínio direto de Brasal Incorporações, Politriz, Colégio Nacional, Terra Brasilis e Karaíba Reaurante, além do apoio da Diretoria de Cultura da Universidade Federal de Uberlândia e Imobiliária Objetiva, entre outros colaboradores.

GRUPO CORPO

A companhia mineira tem o histórico de apresentações nacionais e internacionais e conta com mais de 35 coreografias e mais de 2.200 récitas na bagagem. A companhia mantém dez balés em repertório e faz uma média de 70 récitas anuais, apresentando-se em lugares tão distintos quanto à Islândia e a Coreia do Sul, Estados Unidos e Líbano, Itália e Cingapura, Holanda e Israel, França, Japão, Canadá e México.

As coreografias “Suíte Branca” e “Dança Sinfônica” foram concebidas para a comemoração dos 40 anos da companhia em 2015. Recentemente estas performances foram apresentadas em Belo Horizonte, Porto Alegre, Ipatinga e agora chega a Uberlândia.

No espetáculo Suíte Branca, os dançarinos ficam vestidos de branco do princípio ao fim do balé, e percorrem o instigante emaranhado com trilhas do vocalista da banda Skank, Samuel Rosa.

Em Dança Sinfônica tem a música composta por Marco Antônio Guimarães, que funde em sofisticada trama, peças inéditas e passagens musicais evocativas de balés que marcaram a história recente do grupo.

APRESENTAÇÃO CURSO DE DANÇA UFU

O Curso de Dança do Instituto de Artes da Universidade Federal de Uberlândia é o mais recente do instituto de Arte. Ele nasceu em 2011 e já conta com bons trabalhos executados por alunos com a supervisão dos professores. Alguns trabalhos elaborados por discentes em algumas disciplinas serão apresentados durante os três dias, a partir das 19h30, no foyer do teatro.

No primeiro dia, 13 de outubro, haverá a apresentação de dois trabalhos nomeados como: “Facesentido”, interpretado e criado por Alexandre Roiz e “Corpo evolução”, interpretado e criado por Lang Soares. Ambas com duração de 15 minutos.

No sábado 14, será apresentado o trabalho elaborado pelo discente no Estágio Supervisionado com o título “O”, do artista-criador Zezé Grillo, orientado pela professora Daniella de Aguiar. Já no domingo, dia 15, o trabalho exibido é “Corpo Imaginário”, elaborado pela discente no Estágio Supervisionado Fabiana Garcez e orientado pela professora Daniella de Aguiar.

Os ingressos estão à venda na Brasal Incorporações – Avenida Vinhedos, 1100 e pelo site www.megabilheteria.com

UBERLÂNDIA RECEBE 4º FESTIVAL TIMBRE!

foto-div-burnash

Festival Timbre está batendo na porta; descubra porque você não pode perdê-lo
Se já está chegando o maior festival de música independente da região que traz atrações inéditas – é o Festival Timbre.
O público já está em contagem regressiva para se divertir nesta 4ª edição do Festival que acontece dia 6 e 7 de outubro em Uberlândia. Quem ainda não comprou os ingressos, é melhor correr, mas ainda é possível adquiri-los nas lojas Fox Club, Lol Café (na UFU) ou pelo site Sympla.

Na sexta-feira a partir das 19h30, um dos maiores festivais de música independente do Triângulo Mineiro, recebe no espaço interno Teatro Municipal o músico Silva cantando Marisa Monte, show este que está sendo aclamado pela crítica musical e definido como “o feliz ponto alto da carreira do cantor capixaba”.

Ainda para quem ama MPB, a dica é se deixar encantar pela doce voz de Ana Muller. A jovem, também capixaba, tem mais de seis milhões de views no YouTube, apenas com canções autorais e violão, e além disso faz parte do Garimpo, um selo musical sob a tutoria do site Brasileiríssimos, responsável pela divulgação e lançamento de novos talentos nacionais.

Já representando a MPB local, o músico araguarino André Salomão chega suavemente para somar a programação com suas canções “Rica vida simples” e “Oferta” que foram premiadas com o terceiro lugar geral do Festival de Música de Barbacena em 2016 e 2017.

Quando a entrada estiver liberada no sábado dia 7, a partir das 16h, um Line-Up repleto de shows inéditos será apreciado pelo público, com 11 bandas que entrarão em cena se apresentando na esplanada do Teatro Municipal, onde será montado dois palcos no espaço, com shows acontecendo simultaneamente.

SHOWS INÉDITOS

Pisando pela primeira vez em Uberlândia, a banda Scalene que traz na bagagem recente, show inédito no Rock in Rio deste ano, onde se apresentaram no “palco mundo”.
Partindo para o hip-hop de Rael, que vai se misturar no palco com o rap de Emicida e o agudos de Tulipa Ruiz, os fãs já estão ensandecidos. Não adianta procurar nada no Youtube e nem no Spotify, porque vestígios desse encontro musical não serão encontrados. O show será inédito!

Ainda no rap, mas agora com a pegada carioca, chega o 3030, pegando um pouco de rap e uma pitada de bossa nova e forró. O resultado foi a junção dos MCs LK e Rod ao cantor Bruno Chelles e ao DJ Rafik, na intenção de inovar o cenário musical nacional.

Para quem não dispensa uma música eletrônica, no dia 7, na esplanada do Teatro, em parceria com o Clube Belgrano, um palco eletrônico fará a festa dos fãs desse som. Lembrando, como nas outras edições, a tradicional feira gastronômica e a feira mix, com expositores locais, também estão garantidos.

Cheia de brilho por onde passa, com uma história linda e já contada no Caldeirão do Huck, o Festival Timbre, traz também em seu diversificado Line-Up da quarta edição, uma atração internacional – a cantora londrina Jesuton.

PROGRAMAÇÃO
Dia 06/10 // 19h30 // Sexta-feira // Teatro Municipal (interno)
Silva canta Marisa Monte (SP), Ana Muller (ES), André Salomão (MG)
(Ingressos limitados)
Dia 07/10 // 16h // Sábado // Esplanada Teatro Municipal
Rael convida Emicida e Tulipa Ruiz (SP), 3030 (RJ), Scalene (DF), Jesuton (UK)
Bandas locais: Don Dillinger (MG) convida Gabriel Thomaz (RJ), Project Black Pantera (MG), UdiSchool (MG), Lava Divers (MG), Canábicos (MG), Light Strucks (MG), Cachalote Fuzz (MG)
(Ingressos limitados

INGRESSOS
Fox Club: Center Shopping, Uberlândia Shopping, Terminal Central
Lol Café (Bloco 3Q | UFU Santa Mônica) Online em até 10x (Boleto ou Cartão): www.sympla.com.br/festivaltimbre

MONTE CARMELO RECEBE PRIMEIRO FESTIVAL DO CAFÉ!

logo festival do cafe

No dia 04 de outubro a cidade de Monte Carmelo no Alto Paranaíba recebe a primeira edição do Festival do Café. Um festival inspirado na história do café que irá resgatar e valorizar a diversidade cultural trazendo este universo ao conhecimento do público.

O evento que é uma idealização da jornalista Miriam Gonçalves faz parte das comemorações do aniversário de Monte Carmelo e do Jornal Expresso Cerrado.

O Festival que acontece de 04 à 07 de outubro tem como  objetivo de tirar do “Movimento Terceira Onda” das páginas do Jornal Expresso do Cerrado  proporcionando aos participantes oportunidade única de vivenciar detalhes do universo de uma das bebidas mais consumida no mundo, com degustação de cafés gourmets, especiais e uma infinidade de produtos de sua origem .

Além da degustação de vários tipos de café, o festival contará com várias atrações culturais e gastronômicas no espaço Cultural da cidade. Vale a pena ressaltar, que esse projeto tem contra-partida social, e os organizadores criaram uma agenda com curso de grãos de café que irá capacitar cerca de 24 pessoas, além de worshop e palestras.

Um vôo de balão pelos cafezais do Cerrado Mineiro, será sorteado através da promoção Nas Alturas com o Expresso. Agricultores participantes terão palestras pelo Circuito Mineiro de Cafeicultura realizado em parceria com a Emater. Entre as atrações confirmadas, está Euzebio voz e violão, Orquestra Popular do Cerrado, Quarteto de Jazz, banda Click, banda Veneno Vivo entre outras.

HISTÓRIA DO CAFÉ

A trajetória do café, que é uma planta originária do continente africano, levado para a Arábia e posteriormente para o Egito, Turquia. Tendo sido no século XVII, introduzido na Itália e na Inglaterra. O café era consumido por diversas classes sociais, inclusive por intelectuais. Logo depois passou a ser consumido em vários outros países europeus, chegando à França, Alemanha, Suíça, Dinamarca e Holan­da. Seguindo sua marcha de expansão pelo mundo, o café chegou às Américas e nos Estados Unidos. Foram os holandeses que disseminaram o café pelo mundo. Inicialmente transformaram suas colônias nas Índias Orientais em grandes plantações de café e junto com franceses e portugueses transportaram o café para a América. Na Guiana Holandesa (hoje Suriname), foram introduzidas mudas do Jardim Botânico de Amsterdã. O Sargento Francisco de Mello Palheta transportou para o Brasil, para a cidade de Belém (Pará) em 1727, algumas sementes e plantas ainda pequenas. No Brasil, o desenvolvimento do café confunde-se com a própria história do País devido a sua grande importância econômica e social. “Desta maneira, vemos essa história como grande fonte geradora e condutora de cultura, sendo o enredo perfeito para a multiplicidade cultural do projeto,” destacou a jornalista Miriam Gonçalves.

CAFÉ DE MINAS

O café mineiro pode ser considerado o Ouro Negro do Estado. É o segundo produto mais representativo na economia de Minas Gerais. Perdendo apenas para o minério. Normalmente o café mineiro é comparado ao colombiano, pois compete no mesmo nível.

Devido às exigências dos consumidores, os grãos de Minas vem ganhando cada vez mais o mercado. A diversidade de aromas presentes em alguns cafés tem rompido a barreira da simplicidade do produto tradicional e vem compondo o cardápio gourmet das mais variadas formas. Reconhecido em excelência no sabor e aroma.

LOCAL – Espaço Cultural

PROGRAMAÇÃO

04/10 – Abertura Oficial e Divulgação do Resultado da Promoção “Nas Alturas com o Expresso” às 18h

05 e 06/10 – Degustação Cafeteria 17h às 21h e Food Truck 18h às 23h

07/10 – Vôo de Balão às 06h30 e Brunch às 09h

Raquel Costa

Publicidade

Últimas postagens

Parceiros

Instagram